De única função: testar.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Dom Jan 12, 2014 1:12 am






título
Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve.


avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Dom Jan 12, 2014 2:29 am


edgar dohrn morteri
▲ Características físicas: Rei? Edgar Dohrn Morteri herdara os traços de seus progenitores alemães, sendo estes físicos e psicológicos. Os fios capilares alinhados do Morteri se dão curtos, a união dentre tons de marrom e preto notórios em cada centímetro. Suas íris são como um mar rodeado por uma ilha glacial, onde seus órbitas são de notório branco impenetrável e o envolto é de um violento e observador tom azulado mesclado ao esverdeado de Olga, sua progenitora. Sua estatura é elevada, alcançando a marca de um metro e noventa centímetros de músculos diminutos e dispostos por todas as porções possíveis de sua corpulência pálida e alva. O alemão Edgar é o que denominam "hispter". Sua forma pouco comumente de se trajar e de se portar é um dentre outros diferenciais de notória posição em seu físico. Gorros, peças despojadas, cinza, marrom, pouca variação de tonalidades. E, claro, o sorriso cínico em seus poros, expressando todo o poder que o dinheiro é capaz de fornecer. E é deste modo que o considerado "rei" Edgar Dohrn Morteri aparenta em seu físico.

▲ Características psicológicas: Seus traços psíquicos englobam o desprezo por obrigações sociais e falta de consideração com os sentimentos de terceiros. Estes são egocentristas, apinhados de emoções superficiais, teatrais e falsas, onde não se há controle sobre sua impulsividade. Se há, entretanto, inferior tolerância para frustração. Irresponsabilidade, ausência de empatia para com os outros seres humanos, vácuo de remorso e culpa em quesitos comportamentais estão notórios perante os amontoados de estimulações físicas. Edgar é cínico, incapaz de conservar uma relação leal e duradora, é manipulador, inapto a amar. Quando seu teatro se dá por descoberto, Edgar é hábil para transmitir impressão de arrependimento com êxito, sendo incapaz, então, de suprir sua índole maldosa. O alemão é senhorio de um charme convincente para com terceiros e sua inteligência acima da média o faz o que chamam de brilhante. Toda norma gera temor e inibição, implicam na possibilidade de castigo; estas foram moldadas para obrigar e para condicionar as condutas instintivas dos indivíduos. Edgar não apenas as transgride, mas as ignora, considera-as obstáculos que devem ser superados na domação de seus quereres; e finalizo contando-lhe que a mentira é uma ferramenta de trabalho para o Morteri. Ele desvirtua os reais fatos com o objetivo de moldar algo para si, para evitar punições, para adquirir uma recompensa, para enganar o fraco. Quanto mais parecida com a verdade, mais convincente é a mentira.


▲ História: A lua reinava no instante em que o irritadiço choro de Edgar Morteri se dera perceptível. Nascido em uma noite de pesada chuva, onde os ares gélidos predominavam e a neve de um branco puro possuía notória posição no solo de um esverdeado incomum quando primavera. O Morteri herdara o alemão Dohrn por parte materna e o Morteri italiano de seu progenitor paterno, ambos renomados psicóloga e psiquiatra. Crescera em uma parcela montanhosa de Berlim, em uma mansão de aspecto rústico e remota da área urbana. Enzo era perito em seu trabalhar, empenhando-se completamente no mesmo, não adquirindo satisfatório espaço para encaixar o gêmeo primogênito, Edgar. Tal qual pouco expressava importância ao pouco atento comportamento do progenitor, principiando seus atos comportamentais rebeldes. Se mesclara em uma turma de rapazes de ações igualitários para as suas; e as punições vieram. Quando o alemão era considerado "inexperiente", as punições acertavam-lhe em cheio, porém, com o tempo, seus esquivos foram transitando de inábeis para exímios, e sua língua se acostumara com o gosto amargo mas afável da mentira.

Os gêmeos Edgar e Eckl ignoraram o fato de seus progenitores estarem atrasados, um mês após Edgar incendiar um cemitério e se safar impune. Sem ligações; contato algum eles fizeram... até que o telefone tocara. Enzo e Olga não eram capazes de retorno. Algo acontecera: um de seus pacientes, de nome desconhecido, os assassinou de modo cruel. Edgar, apático mas abalado, revoltara-se com todos em seu envolto, mesmo não havendo motivação, sendo que os falecidos pouco lhe forneceram carinho.

Herdaram os manicômios e as cédulas de dólares mescladas às cédulas de dinheiro de outras potências. Os italianos Morteri, avôs e avós de Edgar e seu gêmeo, além de Danika, eram dominantes em ações bancárias, transpassando tais para seus filhos e, com a morte do único restante, aos netos. Tanto os fins lucrativos bancários quanto os das clínicas dispostas pelo perímetro europeu são encontrados no ápice. Talvez este seja o motivo da conversação do riso cínico nos poros de Edgar Dohrn Morteri.

Em plena atualidade, os Morteri são senhorios de posses de valor inestimável, mesmo em seus jovens anos de vivência. Neste ponto, os gêmeos e Danika residem em um nobre espaço de Manhattan, uma cobertura de decoração desenhada por um renomado arquiteto nova-iorquino, onde até mesmo os ares são modernos. As festas Morteri realizadas no perímetro da cobertura forneceram aos donos do sobrenome o título de "festeiros e bêbados", sendo todas as mesmas um sucesso inquebrável. Edgar, especificamente, é considerado "rei" por ser um veterano conhecido por conseguir exatamente tudo o que cobiça.

▲ Amizades: Jamais será possível constatar que Edgar Dohrn Morteri é amigável, pois o alemão não o é. Seus atos egoístas atraem somente os que consigo são similares. Os que lhe seguem no prédio de Richard Porter cobiçam ser inclusos ao sistema de poder que o jovem Morteri exala. Tom, que se portava como uma "coruja", tornara-se algo parecido de "mais fiel paceiro" por prestar para Edgar serviços pagáveis, mas de acordo com a situação financeira do companheiro (ou Robin Hood, como o apelidara), este recusara. Entre sua pirâmide de interesses, Barbara Bertrand, ou como Edgar a apelidara, Baphomet, usufrui do topo. Juntos, ambos são o terror do Instituto.

▲ Inimizades: Já sua pirâmide de inimigos é apinhada de seres viventes. É impossível recordar-me de todos os prejudicados do Morteri, portanto somente os menos relevantes estarão presentes neste espaço. No topo, a beldade loura de Aimée Bertrand, tal qual Edgar é vidrado em ter em sua lista de já dominadas por seus lábios. As moças nas quais o alemão traíra aparecem neste momento, é? Emily e Meegan? Outras beldades de lábios pulsantes. E os zoados? Estes matariam-lhe caso fossem capazes. Três quartos dos prédios de Eleanor Thompson e Richard Porter odeiam Edgar Morteri por vários aspectos: desde a centralização do poder em suas mãos até sua capacidade charmosa de atrair moças, porém penso que seja os apelidos humilhantes que a mente sarcástica de Edgar inventa.

▲ Relacionamentos: Em seu período na Alemanha, o Morteri se relacionara nitidamente com beldades de madeixas louras em demasia. Suas atitudes rebeldes são como imãs para as mesmas, atraindo-as mesmo em momentos inoportunos. Porém inicio-me contando-lhe sobre as vivências físicas de Edgar desde sua transição para os Estados Unidos. A primeira moça irrelevante é Emily. Companheira de seu início como estudante do Instituto, as madeixas negras da moça e seu cheiro característico o atraem, mas parece que ela pouco quer ter com o alemão. A segunda é Meegan. A quente relação que obtivera com a mesma poderia ser repetida e repetida e repetida. Por fim... Bertrand. Barbara Bertrand. Ainda é capaz de sentir o gosto de seus lábios por ser recente.
logan lerman | Richard Porter  | ocupado

 
 
 
avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Dom Jan 19, 2014 1:31 am






título
Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve. Aqui se escreve.


avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Sab Nov 15, 2014 9:27 pm


Quando o cheiro de fumaça veio às suas narinas e os estudantes se amontoaram de forma desordenada e apreensiva ao redor de um núcleo no centro da clareira, Mihai percebeu um péssimo pressentimento a lhe remexer as entranhas, a sensação de que algo se deslocara de uma forma irreversível. Oh, sim, era uma sensação familiar: as mesmas coisas lhe trancaram a garganta e lhe fizeram sentir profundo enjoo no primeiro de setembro, quando se viu atado entre a espada e a forca, sabendo que se não morresse pelas mãos dos sequestradores sem nome, podia muito bem encontrar seu fim graças à estupidez de algum colega que se acredita destinado ao heroísmo. Bem, quase encontrou: ainda se lembrava com amargura das horas em St. Mungus, semiconsciente, vedado e o braço sendo recomposto, pouco a pouco.

avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Ter Nov 18, 2014 12:11 am



NOME
NOME DO PERSONAGEM:
(Nome completo, sem abreviação.)

IDADE:
(Como é chamado pelos amigos.)

NATURALIDADE:
(Idade atual do personagem.)

DATA DE NASCIMENTO:
(dd/mm/aaaa)

GRUPO/SUBGRUPO:
(País natal)

CLASSE SOCIAL:
(qual grupo pretende ser.)

CLASSE SOCIAL:
(Classe social desejada)

PROFISSÃO:
(Tem uma profissão? Qual?)
player · idade · contato!
personalidade,


Personalidade do seu personagem (minimo 5 linhas).
família,


parentescos.
biografia,


Historia do seu personagem (minimo 10 linhas)
 I ♥ petit désir!
avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Qua Nov 19, 2014 1:41 pm



Ato I.

É o começo do fim. A reitora, descendente de uma Thompson, sabia que isso iria acontecer a qualquer momento. Seus colegas empresários haviam antecipado o fato, mas ela não tinha dado ouvidos. O escândalo se tornou algo presente no dia-a-dia de qualquer pessoa com boa ou má reputação em Nova Iorque e ela pensou, erroneamente, que isso não a atingiria. Foi como uma bomba, quase literalmente. Primeiro a segurança precária de uma instituição tão conhecida. Como um grupo de alunos entre quinze e dezenove anos tinham conseguido burlar a segurança e fazer festas a cada fim de semana dentro de um colégio como aquele? Alguma coisa estava errada e isso veio à tona. Há também o relacionamento professores-alunos que não conseguiu passar despercebido pela imprensa. O estopim não foi uma coisa só, foram diversas unidas. É como uma receita: como acabar indo à falência hospedando os melhores? Apenas Amelia Thompson tinha essa resposta. Ela implorou aos embargadores que mantivessem o Instituto aberto até a formatura. Apesar de tudo, a mulher ainda era influente e conseguira com louvor esta “benção”, mas ela não teria nem um dia a mais. Foi aí que ela começou a trabalhar, contatar quem precisava para tentar manter o seu “ganha pão” aberto. Pena que já era tarde demais, não havia muito o que eles pudessem fazer depois de tantos escândalos. A mulher havia mantido aberto enquanto pôde, agora era hora de fechar mais um ciclo, e, assim, contatar os pais dos alunos para avisar: a formatura seria o último evento.

Ato II.

É o fim de um começo, o ato de passagem que todo estudante busca e agora está acontecendo com os estudantes de Eleanor Thompson e Richard Porter. Alguns estão satisfeitos com mais esse término, outros não querem se despedir da high school e tem ainda aqueles que não conseguiram o êxito de concluir e vão ter que passar mais um ano na instituição. Isso é o que eles pensam. Enquanto a solenidade acontece, Amelia mantem-se firme por fora, mas por dentro derrama-se em lágrimas constantes e a sensação de despedida aflora. Os discursos acontecem, a oradora escolhida pelas turmas está com a fala. Calmamente ela fala sobre os momentos mais bonitos que eles viveram no último ano, pena que não há muito o que dizer. A maior parte dos alunos está apenas desejando que aquilo termine logo, a outra parte está se segurando para não chorar. Convenhamos, despedidas sempre são terríveis. Juliet faz pausa no discurso, respira fundo e solta algo que ninguém esperava: “Eu sou a Secret.”

Há um reboliço. Amelia reage com os olhos arregalados e suas mãos se fecham em punho, encarando a pessoa responsável pela maior parte da sua desgraça. Não há muito mais o que dizer, então Juliet se desculpa e sai do palco montado no jardim frontal do Instituto Educacional Americano. Os burburinhos passam para gritos, e, no instante seguinte, Amelia se levanta e vai atrás da garota Juliet. O circo, então, está armado. Sem demonstrar toda a classe que tinha, a jovem diretora do que um dia foi o melhor instituto de Nova Iorque se altera, segura o braço da menina e faz voltar para o centro do palco. Com o microfone, a senhorita Thompson desaba a falar. “Foi por sua causa que perdemos o Instituto”. Isso foi suficiente para mais uma quantidade de “oooh” se instalar entre a multidão. Estava aí, então, o fim. Amelia se virou para a multidão e contou tudo, desde o dia em que sua mãe havia lhe passado a reitoria de ambos Institutos (Eleanor e Richard) até o dia em que começaram os escândalos e o fim. Não era a formatura que todos esperavam, estava longe de ser, mas foi muito melhor do que poderíamos imaginar.

Barbara Bertrand se irritou diante do estrago que fizeram em sua formatura, juntou sua coragem e subiu ao palco. Fez o discurso mais belo que os Institutos já viram um dia. Falou sobre as falhas e sobre as vitórias dos alunos e do lugar. A garota sabia o que dizer, conseguiu acalmar os ânimos para ter a solenidade encerrada com louvor. O que restava agora era saber: o que seria daqueles que restaram?

Ato III

Tudo o que se sabe sobre eles: são dois grandes empresários que tem tudo nas mãos agora. Depois da queda literal do maior Instituto de Manhattan, temos uma competição ainda maior pela frente. São dois que deveriam valer por um, mas há muito eles vem em uma corrida de cavalos onde o páreo é uniforme. East Side Preparatory School e West Side Academy. Lembram deles? Não? Deveriam. Será para onde serão levados a partir de agora e terão que lidar com muito mais do que apenas estudos. Dentro das escolas já existe algo feito há anos: preparações para o futuro. O que é mais engraçado entre as duas instituições? São da mesma família, dois irmãos simplesmente apaixonados por educação que decidiram criar uma única escola. Mas com o tempo, os ideiais se tornaram diferentes e cada um tomou seu rumo, dividindo-a em duas Entre eles há uma rivalidade que não se resume a apenas um conceito acadêmico. Vai das líderes de torcida ao grupo acadêmico da olimpíada de matemática. Quem não gosta de uma pequena briga para aflorar os ânimos? Não só conflitos externos, há também os internos. Não existe mais a realeza, não existe mais os grupos dos privilegiados. Lá dentro, quem tem talento sai na frente, tendo uma conta gorda no banco ou apenas um cofrinho em casa para guardar as moedas da gorjeta. Está preparado para isso?

Ato final.

Atentem-se bem: não dá mais pra ficar sobre o muro. É agora ou nunca. Decida de que lado vai estar e façam suas apostas. À partir de agora o destino das instituições está com vocês.


avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Sex Nov 21, 2014 2:30 am


Olá. Foi feito um sistema novo de jogabilidade para a nova fase The American Dreams. Qualquer dúvida além, contate um moderador.

O que saber sobre o sistema?

Agora é diferente. Vocês escolherão primeiro qual instituição defender. Lembrando que não há diferenciação de classes entre elas, todos podem entrar quer sejam pagantes ou bolsistas. Lembrando que E.S.P.S. é uma instituição que mantem o padrão "queremos o melhor da elite" enquanto W.S.A. é mais aberta, mas você como "classe baixa" pode entrar na E.S.P.S. assim como os ultramilionários podem entrar para W.S.A. Tudo depende de onde você se encaixa melhor. Há uma disputa real sempre, desde qual é a escola mais divertida até competições esportivas (este será um sistema à parte que será postado logo).

Como as escolas serão escolhidas?

Está com você. Sem testes. Os únicos testes pelo qual passarão será no caso de querer algum cargo a mais. Exemplo: quero ser jogador de lacrosse e co-capitão da equipe. Aí você terá que fazer um pequeno teste para tal. Vale lembrar que os "líderes" podem ser substituídos a qualquer momento se for encontrado um melhor para o cargo. Se duas ou mais pessoas tem interesse no mesmo cargo, iremos disponibilizar os testes e os liderados é que decidirão quem eles querem como líder.

Quais serão os grupos?

- Líderes de Torcida.
- Jogadores de Lacrosse.
- Jogadores de Voleibol.
- Jogadores de Basquete.
- Músicos.
- Declato Acadêmico (Nerds).
- Clube de Natação.

Está aberto as sugestões de grupos. Não será disposto subgrupos que insinuem personalidade. Exemplo: populares, rebeldes, etc. Isso o próprio user decidirá por si na ficha de personagem.

Como saberemos a que grupo cada pessoa pertence?


Terá um espaço no perfil dreamer onde será identificado o subgrupo pertencente, além dos bottons que poderão ser adicionados nas assinaturas.
Competições.

A cada vinte dias uma competição entre as escolas. Os melhores ganharão prêmios que serão decididos pelos moderadores do fórum, alguns avisados previamente, outros serão surpresa. Os que perderem também irão se divertir? Claro. Terão sempre uma consequência pela perda. À medida que o instituto for ganhando, mais estrelas é dado a ele e, se perder, estrelas serão debitadas. O sistema de julgamento será disposto em instantes e avisaremos a vocês.

O que são os eventos?


Serão como RP's criadas de modo que todos colaborem para o andamento do fórum e crescimento do próprio personagem. Podem ser dentro ou fora da instituição, ficará sempre a critério do player.

Democracia

Isso é o mais importante. Essa nova fase do The American Dreams foi feita exclusivamente para vocês. Toda e qualquer decisão tomada será para o benefício de uma maioria, por isso sua opinião é sempre bem-vinda. Esperamos que se divirta conosco e acompanhe nossas propostas.

avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Sab Abr 18, 2015 9:30 pm





trama

Ato I

É o começo do fim. A reitora, descendente de uma Thompson, sabia que isso iria acontecer a qualquer momento. Seus colegas empresários haviam antecipado o fato, mas ela não tinha dado ouvidos. O escândalo se tornou algo presente no dia-a-dia de qualquer pessoa com boa ou má reputação em Nova Iorque e ela pensou, erroneamente, que isso não a atingiria. Foi como uma bomba, quase literalmente. Primeiro a segurança precária de uma instituição tão conhecida. Como um grupo de alunos entre quinze e dezenove anos tinham conseguido burlar a segurança e fazer festas a cada fim de semana dentro de um colégio como aquele? Alguma coisa estava errada e isso veio à tona. Há também o relacionamento professores-alunos que não conseguiu passar despercebido pela imprensa. O estopim não foi uma coisa só, foram diversas unidas. É como uma receita: como acabar indo à falência hospedando os melhores? Apenas Amelia Thompson tinha essa resposta. Ela implorou aos embargadores que mantivessem o Instituto aberto até a formatura. Apesar de tudo, a mulher ainda era influente e conseguira com louvor esta “benção”, mas ela não teria nem um dia a mais. Foi aí que ela começou a trabalhar, contatar quem precisava para tentar manter o seu “ganha pão” aberto. Pena que já era tarde demais, não havia muito o que eles pudessem fazer depois de tantos escândalos. A mulher havia mantido aberto enquanto pôde, agora era hora de fechar mais um ciclo, e, assim, contatar os pais dos alunos para avisar: a formatura seria o último evento.

Ato II

É o fim de um começo, o ato de passagem que todo estudante busca e agora está acontecendo com os estudantes de Eleanor Thompson e Richard Porter. Alguns estão satisfeitos com mais esse término, outros não querem se despedir da high school e tem ainda aqueles que não conseguiram o êxito de concluir e vão ter que passar mais um ano na instituição. Isso é o que eles pensam. Enquanto a solenidade acontece, Amelia mantem-se firme por fora, mas por dentro derrama-se em lágrimas constantes e a sensação de despedida aflora. Os discursos acontecem, a oradora escolhida pelas turmas está com a fala. Calmamente ela fala sobre os momentos mais bonitos que eles viveram no último ano, pena que não há muito o que dizer. A maior parte dos alunos está apenas desejando que aquilo termine logo, a outra parte está se segurando para não chorar. Convenhamos, despedidas sempre são terríveis. Juliet faz pausa no discurso, respira fundo e solta algo que ninguém esperava: “Eu sou a Secret.”

Há um reboliço. Amelia reage com os olhos arregalados e suas mãos se fecham em punho, encarando a pessoa responsável pela maior parte da sua desgraça. Não há muito mais o que dizer, então Juliet se desculpa e sai do palco montado no jardim frontal do Instituto Educacional Americano. Os burburinhos passam para gritos, e, no instante seguinte, Amelia se levanta e vai atrás da garota Juliet. O circo, então, está armado. Sem demonstrar toda a classe que tinha, a jovem diretora do que um dia foi o melhor instituto de Nova Iorque se altera, segura o braço da menina e faz voltar para o centro do palco. Com o microfone, a senhorita Thompson desaba a falar. “Foi por sua causa que perdemos o Instituto”. Isso foi suficiente para mais uma quantidade de “oooh” se instalar entre a multidão. Estava aí, então, o fim. Amelia se virou para a multidão e contou tudo, desde o dia em que sua mãe havia lhe passado a reitoria de ambos Institutos (Eleanor e Richard) até o dia em que começaram os escândalos e o fim. Não era a formatura que todos esperavam, estava longe de ser, mas foi muito melhor do que poderíamos imaginar.

uma das estudantes se irritou diante do estrago que fizeram em sua formatura, juntou sua coragem e subiu ao palco. Fez o discurso mais belo que os Institutos já viram um dia. Falou sobre as falhas e sobre as vitórias dos alunos e do lugar. A garota sabia o que dizer, conseguiu acalmar os ânimos para ter a solenidade encerrada com louvor. O que havia a saber agora: o que seria daqueles que restaram?

Ato III

Tudo o que se sabe sobre eles: são dois grandes empresários que tem tudo nas mãos agora. Depois da queda literal do maior Instituto de Manhattan, temos uma competição ainda maior pela frente. São dois que deveriam valer por um, mas há muito eles vem em uma corrida de cavalos onde o páreo é uniforme. East Side Preparatory School e West Side Academy. Lembram deles? Não? Deveriam. Será para onde serão levados a partir de agora e terão que lidar com muito mais do que apenas estudos. Dentro das escolas já existe algo feito há anos: preparações para o futuro. O que é mais engraçado entre as duas instituições? São da mesma família, dois irmãos simplesmente apaixonados por educação que decidiram criar uma única escola. Mas com o tempo, os ideiais se tornaram diferentes e cada um tomou seu rumo, dividindo-a em duas. Entre eles há uma rivalidade que não se resume a apenas um conceito acadêmico. Vai das líderes de torcida ao grupo acadêmico da olimpíada de matemática. Quem não gosta de uma pequena briga para aflorar os ânimos? Não só conflitos externos, há também os internos. Não existe mais a realeza, não existe mais os grupos dos privilegiados. Lá dentro, quem tem talento sai na frente, tendo uma conta gorda no banco ou apenas um cofrinho em casa para guardar as moedas da gorjeta. Está preparado para isso?

Ato final

Atentem-se bem: não dá mais pra ficar sobre o muro. É agora ou nunca. Decida de que lado vai estar e façam suas apostas. À partir de agora o destino das instituições está com vocês.
avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Sab Abr 18, 2015 9:59 pm



face claim
• É obrigatório que se poste em code exatamente como o abaixo ou o registro não será aceito;

• Se for um player que não tem um grupo ainda, precisa reservar seu avatar usando devido código e assim que for selecionado registrar definitivamente o mesmo usando o primeiro código abaixo;

• Não será permitida a troca de photoplayer, com exceção em casos autorizados pela administração;

• Ou seja, caso queira simplesmente contate algum administrador e, caso plausível, haverá a troca;

• Reservas durarão até SETE DIAS, após isso serão excluídas;

• Photoplayer riscados não poderão ser roubados por serem dos usuários ausentes que postaram justificativa.

garotos
ACKLES, Jensen as Aaron B. Rockefeller
AUGUSCIK, Dawid as Vladmir R. Karamazov
BARNES, Ben as Nicholas Vane
BIEBER, Justin as Davy Johns
BIERSACK, Andy as Bartholomew Hool Chthon
BRODY, Adam as Seth E. Cohen
BUGG, Jake as Billie C. Thénardier
BUZOLIC, Nathaniel as Gregory Karev Pavel
BARRUECO, Diego as Joshua Austin Ohlweiler
BUTLER, Gerard as Klaes Verhaegh Bouhlarouz
CHADWICK, Drew as Chad A. Kochloukov
CHRISTIAN, Cody as Vladimir Grimm
CHRISTENSEN, Hayden as Steven Heinrich Fuks
CHEVRIN, Steven as Nathaniel Sibley
COLFER, Chris as Noah Wotton Rothiscild
CLAFLIN, Sam as Rustle Noah Wüzburg
CRAWFORD, Chace as Derek Schultz Brückner
DAUGHERTY, Brant as Gabriel Stone Lancaster
DEVALK, Owen as Isaac H. Markovnikov
DORNAN, Jamie as Christopher St. McAdams
DUNSTAN, Alex as Bruce Austin Ohlweiler
EFRON, Zac as Nicolas R. B. Blanco
ELGORT, Ansel as Ryan Steele Lynn
MILLER, Ezra as Leonard Owerhök
FRANCO, Dave as Erick Hummels
GALLAGHER, Adam as Jordan Grant Donovan
GARFIELD, Andrew as Thomas J. Harper
GUSTIN, Grant as Justin McCartney
HEDLUND, Garrett as Zaken G. Schweigert
HEMMINGS, Luke as Dan McGraham
HAYNES, Colton as Caleb von Mühlen
HIMMELSTEIN, Charlie as Victor Wotton Rothiscild
IRONS, Max as Thomas Van Der Helst
JAMES, Theo as Noah W. Chamberlain
JOHNSON, Aaron as Ian Schultz Brückner
JONAS, Nick as Scott Adrian Timberhood
KJELLBERG, Felix as Francesco D. Vicenttini
LACHOWSKI, Francisco as Brayden L. Rimmer
LANTER, Matt as Noah Vane Bellator
LERMAN, Logan as Edgar Dohrn Morteri [gêmeo]
LERMAN, Logan as Eckl Dohrn Morteri [gêmeo]
LETO, Jared as Chuck Von Mullerhoff
MCQUEEN, Steven R. as Toby A. Kerzhakov
MIRCHOFF, Beau as Hunter Boulevard Miller
MIRALLEGRO, Nico as Oliver Kröss Cancheski
O'BRIEN, Dylan as Aaron Lagerfeld Fox
O'PRY, Sean as Mak San Fierro Vegas
OVERSTREET, Chord as Rodrick Valdez Bellator
PARRISH, Hunter as Baptiste R. O'Donnel
PETTYFER, Alex as Lucca Mezza
PINE, Chris as Taylor Leukën
PRATT, Chris as Alek Williams Alluwey
REDMAYNE, Eddie as Marco M. S. Freibövich
SCHRATTER, Julian as Hunter Boulevard Miller
SEID, Jeff as Chris Haslam
SEHUN, Oh as Gregory Austin Ohlweiler
SHARMAN, Daniel as Dylan Smith
SKARSGARD, Alexander as Krigor Zabujko Lukashenko
SOMERHALDER, Ian as Edward Vane
STYMEST, Ash as Jean-Baptiste Legrand
TORTORELLA, Nico as Harry T.J Mont'Blanc
ULLIEL, Gaspard as Aleksei C. V. Bouhlarouz
WATSON, Alex as Wes Oller de Gouw
WENTWORTH, Trevor as James S. Romanov
WESLEY, Paul as Alek Williams Alluwey
WORDEMANN, Linus as Kyle Mulcahy

garotas
ACCOLA, Candice as Pandora Potter
AGRON, Dianna as Melissa J. Devereaux
ANISTON, Jennifer Anelise T.Harter
ARENDSHORST, Anna as Jinx Cecile Rivot
ARTERTON, Gemm as Sofie Alecssander Campbel
AUTIER, Betty as Beatrice Frahm O'Hare
BAKER, Darla as Charlote Andreas Blarc
BENSON, Ashley as Barbara Murdoch Bertrand
BRINLEY, Acacia as Felicity Stella Rimmer
BROWNING, Emily as Elizabeth Grinni
BUSH, Sophia as Evelyn Moddey Greek
CAMPBELL, Danielle as Annelise H. Brown
COLLINS, Lily as Hannah Sophia O'Donnel
DELEVINGNE, Cara as Eden Von Helling
DIAMANDIS, Marina as Alexia Von Helling
DOBREV, Nina as Mackenzie Wolsten. Stoker
DOMENECH, Aida as Blondie Chton Vodianovisk
DORMER, Natalie as Harleen Ledger
ELLINGSON, Lindsay as Emmanuele Burnier Blanche
FARMIGA, Taissa as Ivy Devereaux
FOX, Megan as Noreen Hoffman Weizhar
FROST, Monami as Sásquia Osbourne
FERRAGNI, Chiara as Annelise Hermann
GARDNER, Ginny as Aydra Winston Yates
GILLAN, Karen as Maggie Hemmings
GOLIGHTLY, Gage as Gabriela Holbrook
GOMEZ, Selena as Alison R. Delacourt
GREENE, Ashley as Clara Szöhr Homerthead
GRANDE, Ariana as Jacqueline Richm. Leroy [gêmea]
GRANDE, Ariana as Cathryn Richm. Leroy [gêmea]
HEARD, Amber as Vicky C. Barcelona
HENNIG, Shelley as Allison Bailey Evans
HOLLAND, Willa as Tessa Stan Johnson
HOLT, Claire as Caliope Osbourne
HOUGH, Julianne as Alícia Hool Trevizan
HUDGENS, Vanessa as  Paris Colton Hoffmeister
HYOSUNG, Jun as Yang Mi Sunwoo Leblanc
HALE, Lucy as Zooey Max. Kozlowski
HO, Adrianne as Callista H. Gutierrez
JO, Eun Hee as Sky Yin Winchtöski
JOLIE, Angelina as Kazimira Stew. Maximoff
KERR, Miranda as Elizabeth B. Willians
KANE, Adelaide as Kathryn C. Thénardier
KATARINA, Karole as Sofía García Hernández
KUCHTA, Joanna as Angelinne Eaton Vileneuve
KROES, Doutzen as Elena Vernon
KOVALENKO, Alina as Agnes Kölsh Leistkows
PERRY, Katy as Candice R. Ferguson
LANGHANS, Heike as Aghata K. Cherstvennikov
LAVIGNE, Avril as Katherine Nightingale
LAWRENCE, Jennifer as Arabella Turner Gilmour
LEE, Sung Kyung as Zoë Yang Winchtöski
LIMA, Adriana as Aniya Hool Chthon
LIVELY, Blake as Charllote D’Abbadie
LOVATO, Demi as Louise Eaton Humpfrey
LLOYD, Cher as June C. Strone
MAVOR, Freya as Melanie Wolsten. Bellamy
MEESTER, Leighton as Ludmilla Kavanagh Grigori
MICHELE, Lea as Rachel Von Horowitz Berry
MITCHELL, Shay as Samira Kavanagh Grigori
MOMSEN, Taylor as Aimée Murdoch Bertrand
NORGAARD, Chloe as Alicia van Loewenhielm
PALMER, Teresa as Crystal Gauthier
PALVIN, Barbara as Avery R. B. Blanco [gêmea]
PALVIN, Barbara as Sophie R.B. Blanco [gêmea]
PEREZ, Luanna as Jenny Clifford
PIETERSE, Sasha as Angel Gauthier Preston [gêmea]
PIETERSE, Sasha as Cora Gauthier Preston [gêmea]
POOTS, Imogen as Ellie Blërn Czarevich
PRINSLOO, Behati as Dianna Bevoier
RAMBIN, Leven as Beatrice Burnier Blanche
REFAELI, Bar as Catherine Burnier Blanche
ROBERTS, Emma as Thea Jordana Campbell
RODEN, Holland as Candy White Moore
ROSE, Carmella as Scarllet Eleanor Sargent
RIVERA, Naya as Samantha Hoff. D'Amici
SCODELARIO, Kaya as Emily Von Helling
SEYFRIED, Amanda as Jasmine Glass Branson
SIDORCHUK, Daria as Meryl Swart Hammerbolt
SIMONEIT, Scarllet as Roxane Turner
SMITH, Kassi as Liesel Bonheur Wojciëch
SPECKHART, Anna as Lunna Hill Kowalczyk [gêmea]
SPECKHART, Anna as Sophie Hill Kowalczyk [gêmea]
STEPONAVICUITE, Julija as Wendy M. S. Freibövich
STONE, Emma as Elleanor P. Wild
STROUP, Jessica as Mirella Rivera Bellmost
SUGG, Zoella as Kassie Leukën
SWANEPOEL, Candice as Lisandra Owen Willwerth
SWIFT, Taylor as Alicia Perrone Schneider
STREEP, Meryl as Bhaltazar Qailaghar Szyun
SKRIVER, Josephine as Alaska Heinrich Fuks [gêmea]
SKRIVER, Josephine as Texas Heinrich Fuks [gêmea]
TAYLOR, Lauren as Marzia Delia Vicenttini
TONKIN, Phoebe as Maudie C. Thénardier
VANDERVOORT, Laura as Mabelle Burnier Blanche
WATSON, Emma as Izabella D. Jones
WOLF, Aarika as Cherrie Millena Murdoch
WOLL, Deborah Ann as Hayley Amelia Grimaldi
WOODLEY, Shailene as Cinderella Grant
WILLIAMS, Hayley  as Mia Hool Chthon
ZALEJSKA, Magdalena as Alasca Owen Willwerth
ZINGMARK, Ebba as Pennélope Marie Förd
ZIEGLER, Maddie as Amy L. McCartney

código e reservas

Código:
[code][b]SOBRENOME DO PP, nome do PP[/b] as nome completo do personagem[/code]

Código:
[code][b]SOBRENOME DO PP, nome do PP[/b] reserved to nome completo do personagem (até xx/xx)[/code]

TOBIN, Becca reserved to Faybelle Thorn (até 17/04)

POOTS, Imogen reserved to Luschka Blërn Czarevich (até 18/04)

HARRISON, Kate reserved to Morgan L. Cunninghan (até 18/04)




avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Sab Abr 18, 2015 10:05 pm



ATUALIZADO!
18.04.15 por SECRET
avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Sab Abr 18, 2015 10:30 pm



NOME COMPLETO
NOME COMPLETO DO PERSONAGEM
IDADE
19 anos
INSTITUTO PERTENCENTE
INSTITUTO ESCOLHIDO
DATA DE NASCIMENTO
XX/XX/XX
GRUPO/SUBGRUPO
GRUPO/SUBGRUPO DO PERSONAGEM
CLASSE SOCIAL
CLASSE SOCIAL DO PERSONAGEM
PROFISSÃO
PROFISSÃO DO PERSONAGEM
NOME. IDADE. CONTATO
personalidade
Jordan nasceu em um berço de ouro e conforme cresceu foi se tornando mais rico ainda, então materialista e capitalista são as duas palavras que o definem melhor. Para ele, frases como "dinheiro não compra a felicidade" ou então "vive-se melhor com pouco" são frases inventadas por pessoas pobre e desiludidas que percebem estarem presas em uma situação financeira lamentavelmente irredutível. Dinheiro traz sim felicidade, pois afinal, era tudo o que havia trazido para a vida do rapaz até então.

Jordan foi formado em finanças, sua grande paixão, então é um grande estudioso. É ambicioso, sempre visa o crescimento pessoal e profissional por mais que muitas vezes goste de pensar que atingiu o topo. É um rapaz orgulhoso, desapegado de sentimentos pessoais e extremamente esquentado, mas totalmente profissional. É banhado em egoísmo, sarcasmo e calculismo, sendo essas exatamente as características que o levou ao topo. Além de ser um cara extremamente lógico, também é muito inteligente.

história
Filho de Elisa e Jordan, a primeira herança do pai foi o nome. Jordan - seu pai - era seu modelo vivo, sendo um empresário de sucesso que havia crescido na carreira mesmo em extrema pobreza quando mais novo. É por causa do pai de Jordan que ele acredita piamente em meritocracia: Se o pai dele havia persistido o suficiente para crescer, todos poderiam também, mas eram medrosos os preguiçosos demais para tentar em sua maioria.

Mimado desde pequeno, ele sempre teve o que quis. Sua mãe era uma modelo Sueca famosa e seu pai havia ganhado a sorte grande ao se casar com ela. Moraram em Nova Iorque a vida inteira, pois era próximo do local de trabalho do dono da casa e Jordan cresceu em meio ao mundo business e das finanças, pelo qual se apaixonou perdidamente desde muito novo. A partir dos treze anos de idade, ele aprendeu com o pai os passos para se tornar um milionário. Assim como Jordan aprendia a ser esperto e calculista com seu pai, sua irmã aprendia a ser sedutora e perigosa como sua mãe, uma dupla que futuramente seria um tanto quanto perigosa. Jordan e Kristina sempre foram muito próximos como irmãos.

No colegial, a vida de Jordan foi como a de qualquer adolescente extremamente rico. Teve bons amigos, participou de todas as atividades extracurriculares que conseguiu arrumar e dormiu com muitas garotas. Na faculdade as coisas não mudaram muito. Ele amava estudar sobre o seu curso, então entrar para a lista de honra acadêmica não foi algo complicado. A vida de Jordan mudou mesmo quando um desafio financeiro lhe foi lançado, uma espécie de quebra cabeças que nunca ninguém pensou que um dia seria solucionado, muito menos por alunos de faculdade, mas Jordan em seu quarto período o solucionou. E essa solução de Jordan se tornou a nova fórmula do mundo financeiro. Ainda no início de faculdade o rapaz foi requisitado por todas as empresas possíveis, nunca chegando de fato a estagiar. Ele começou como empregado assinado em um cargo alto de diretor financeiro em uma importante empresa em Wall Street, crescendo mais e mais no seu ramo até que o garoto prodígio pudesse criar o seu próprio negócio. Aos vinte e um anos ele criou.
avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por StaffTAD em Sab Abr 18, 2015 10:42 pm


Tecnológico, moderno e eficaz, o laboratório é de acesso permitido para universitários com pés em cursos que envolvem prática científica.


Museu
avatar
16
13/12/2013
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: De única função: testar.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum